Guia para expatriados nos Emirados Árabes Unidos

Os Emirados Árabes Unidos (EAU), cuja população é 80% estrangeira, é um dos destinos mais populares para os expatriados. Neste artigo, examinamos de perto a vida de um expatriado nos EAU.

By Allianz Partners | 12 14, 2017

Allianz Care - Use subheadline here

Os EAU são constituídos por 7 emirados auto-governados que formaram uma federação de monarquias absolutas hereditárias em 1971.

Em sua breve história, o país sofreu uma transição demográfica muito rápida. Em 2015, a população total dos EAU era de 9.3 milhões, dos quais 1.4 milhões eram cidadãos locais e 7.9 milhões eram expatriados.

Os expatriados que se deslocam para os EAU encontrarão um país moderno com arquitetura moderna, uma paisagem desértica, clima subtropical e centros comerciais mundialmente famosos.

A maioria dos expatriados reside em Dubai ou Abu Dhabi, mas Sharjah também possui uma crescente comunidade de expatriados.

Há de se ter em mente que os EAU são fundamentados nas raízes islâmicas tradicionais, cada um dos emirados possui diversos graus de conservadorismo religioso islâmico. Os expatriados devem estar plenamente conscientes das leis e práticas culturais dos EAU, para que possam se infiltrar com êxito neste fascinante país.

Fatos da EAU

 

Idiomas principais: Árabe e inglês, que é geralmente falado.

População:  9.3 milhões

Religião principal: Islamismo

Sistema político: Monarquia absoluta baseada na lei islâmica

Moeda: Dirham dos EAU

 

Morar e trabalhar nos EAU

 

Os expatriados nos Emirados Árabes Unidos gozam de um alto padrão de vida em uma das regiões mais emergentes do Golfo.

Com uma grande comunidade de expatriados, os expatriados que chegam nos EAU geralmente se deparam com uma fácil transição em muitos aspectos da vida cotidiana.

A maioria dos expatriados que se deslocam para a região optam por se estabelecer em Dubai, por ser um dos principais destinos de negócios devido à sua forte economia.  O relatório sobre Qualidade de Vida da Mercer de 2016 coloca Dubai em 75o lugar, e Abu Dhabi em 81º lugar, entre as 221 cidades avaliadas. Os fatores de qualidade de vida analisados incluem política, economia, ambiente, segurança pessoal, saúde, educação, transporte e outros fatores do serviço público.

Muitos expatriados demoram a se acostumar com o calor extremo, com temperaturas que variam em torno de 30°C no inverno e atingem intensos 50°C no verão.

É crucial que os expatriados criem uma consciência e respeitem a prática religiosa e as tradições nos EAU. Essas tradições podem ter um impacto na vida cotidiana e exigem que expatriados se vistam de forma mais conservadora do que em seu país de origem. Durante o Ramadan é aconselhável evitar comer ou beber em público.

Como em todas as novas experiências e oportunidades, encarar a diferente cultura com uma mente aberta e imergir-se à vida nos EAU será gratificante.

 

Educação nos EAU

 

Como os destinos de expatriados mais populares, os EAU oferecem às famílias de expatriados uma variedade de escolas públicas e privadas de alto padrão acadêmico.

O ensino fundamental obrigatório tem a duiração de nove anos, seis anos no nível primário e três anos no nível médio. Após a conclusão do ensino médio, os alunos podem optar por continuar no ensino secundário.

Existem duas alternativas para a escolaridade do ensino secundário nos EAU. Escolas secundárias padrão ensinam, durante 3 anos, disciplinas acadêmicas destinadas a um diploma de ensino secundário (a qualificação para educação universitária). As escolas secundárias técnicas são baseadas em habilidades e, em sua conclusão, os alunos obtêm um diploma técnico secundário.

O ensino nas escolas públicas é realizado principalmente na língua local, portanto, muitas famílias de expatriados optam por matricular seus filhos em uma das muitas escolas internacionais. As escolas internacionais ensinam tanto disciplinas curriculares nacionais, assim como aquelas que formam parte do programa do Bacharel Internacional (International Baccalaureate programme). Nas melhores escolas, a competição por lugares é alta e os espaços são limitados.

Como essas escolas tendem a ser bastante caras, uma pressão financeira substancial pode ser colocada em famílias de expatriados que não possuem um subsídio de educação incorporado em seu pacote de expatriados.

É essencial que as famílias investiguem minuciosamente as opções de educação para crianças estrangeiras antes de as estabelecerem em uma escola.

Para mais informações, visite o Ministério de Educação dos EAU.

 

Custo de vida

 

Em geral, o custo de vida nos EAU é alto, apesar das condições fiscais favoráveis.

Dubai e Abu Dhabi estão entre as cidades mais caras da região do Golfo. As despesas mais caras da maioria dos expatriados é acomodação, educação e saúde.

Uma pesquisa recente do HSBC descobriu que para 88% dos expatriados, o custo da criação de filhos nos EAU é mais caro do que em seu país de origem. Entre os pesquisados, 81% disseram que a mudança para os EAU aumentou as despesas com creche/babá, enquanto 91% disseram que os custos de educação aumentaram.

Os pacotes de benefícios para a região são considerados bons.

Exemplo de custos*:

Refeição no McDonalds - AED 25 (€6.40)


Litro de leite - AED 6 (€1.50)


Pinta de cerveja - AED 40 (€10.25)


Banda larga - AED 312 por mês (€79)


Aluguel de um estúdio - AED 6.500 por mês (€1.665)


Gasolina - AED 1,70 por litro (€0,40)


Transporte público (passe mensal) - AED 270 (€ 69.15)

 

Saúde

 

O sistema de saúde nos EAU é um sistema misto de saúde pública e privada.  Existe um sistema público para os cidadãos dos Emirados, com modelos centralizados de gestão e financiamento. Além disso, há também um grande setor privado que está em crescimento nos principais centros urbanos.

Os cuidados da saúde pública são organizados em dois pilares:

O atendimento primário é fornecido através de centros de saúde primários em vários níveis, com base na localização e tamanho da população atendida. O atendimento hospitalar é administrado através de hospitais especializados gerais e centrais. Os cidadãos locais refletem uma falta de confiança nas instalações médicas públicas devido à falta de conhecimento local e aos altos custos de cuidados à saúde. Existe uma estratégia nacional para reformar a prestação de serviços de saúde e melhorar sua qualidade e eficiência.

Os serviços privados de saúde estão aumentando rapidamente ao redor dos EAU através de clínicas, hospitais privados e cidades médicas. O número de hospitais privados (43) excede o número de hospitais públicos (31).

Este crescimento foi impulsionado pelo grande número de trabalhadores estrangeiros e expatriados que geralmente não são autorizados a usar os serviços do Ministério da Saúde, exceto em casos de emergências. O custo dos cuidados de saúde no setor privado é considerado alto e aumenta em mais de 13% ao ano.

 

Hospitais nos EAU

As instalações médicas públicas nos EAU são bem organizadas e fornecem um alto padrão de atendimento. Estas são dedicadas às necessidades da população local, podem estar superlotados devido à alta demanda e não são fáceis para estrangeiros e expatriados acessarem. Atenção médica sofisticada está disponível em todos os hospitais e clínicas privadas, no entanto a qualidade do serviço pode variar, é aconselhável ser prudente. Os funcionários médicos são geralmente expatriados bem treinados e o inglês é falado universalmente. Os cuidados de enfermagem são geralmente oferecidos por enfermeiros estrangeiros de todas as partes do mundo, muitos deles das Filipinas. Os hospitais privados geralmente não lidam com traumatismos maiores, certas emergências complexas e outras patologias específicas, as quais permanecem no setor público devido a procedimentos locais.

 

Prescrições nos EAU

Uma grande variedade de medicamentos prescritos, medicamentos sem receita médica e suprimentos médicos estão disponíveis nos EAU.

As farmácias são privatizadas com boa administração da cadeia de suprimentos e compras. As prescrições devem ser emitidas por um médico local, já que a maioria dos farmacêuticos não reconhecerá uma receita estrangeira. Muitos medicamentos estão disponíveis sem receita médica, porém é importante saber que alguns remédios tais como tranquilizantes, antidepressivos e pílulas para dormir estão proibidos nos EAU. Para os pacientes que usam estes medicamentos, é aconselhável transportar uma cópia traduzida autenticada da receita junto com uma carta original do médico que prescreve explicando o requisito. Isso deve permitir que uma quantia limitada seja transportada para os EAU pessoalmente e com a documentação original em mãos.

 

Informação para visitantes

Os viositantes geralmente não são obrigados a realizar um exame médico ou a receber um certificado médico, a menos que tenham estado em áreas infectadas com cólera ou febre amarela nos últimos 14 dias. No entanto, os visitantes devem garantir que eles estejam perfeitamente saudáveis antes de visitar os EAU, pois os custos médicos são elevados para expatriados e trabalhadores estrangeiros. Algumas das condições de saúde mais comuns dos estrangeiros em Dubai são alcoolismo, problemas respiratórios, desidratação, insolação e queimaduras solares. O alcoolismo geralmente é provocado pela depressão entre os estrangeiros que trabalham em Dubai. Problemas respiratórios são freqüentemente desencadeados e agravados pela areia e poeira no ar, provocada pela construção contínua no país. Insolação e queimaduras são provocadas pelo calor extremo no país, que pode alcançar temperaturas tão altas quanto 50°C.

Nos casos de emergências de saúde, é melhor chamar uma ambulância ou táxi e se dirigir ao hospital mais próximo. É aconselhável que os expatriados saibam a localização e os detalhes de contato do hospital mais próximo, em casos de emergência.

Para os expatriados que vivem nos EAU, um bom plano internacional de seguro de saúde é crucial para garantir o acesso contínuo a cuidados de saúde de qualidade e evitar alto custos médicos. Ao avaliar as opções de seguro de saúde, os expatriados que vivem nos EAU devem considerar incluir um plano de repatriação, pois a geografia do país dificulta o alcance de paicentes em locais remotos.

Para mais informações sobre o sistema de saúde nos EAU, visite o site do UAE Ministry of Health & Prevention (Ministério de Saúde e Prevenção dos EAU).

 

Informações sobre o visto

 

Para os expatriados considerando uma mudança para os Emirados Árabes Unidos devido a trabalho ou estudo, aconselhamento e informações atualizadas sobre os requisitos e regulamentos do visto podem ser obtidos no site do Ministério dos Relações Estrangeiras e Cooperação Internacional dos Emirados Árabes Unidos clicando aqui.

*Custos precisos no momento da publicação.